A bengala e a moda‏

Bengala é um instrumento ou ferramenta acessória muito interessante. 

Derivada dos antigos cajados do início da civilização, virou cetro nas cortes imperiais e acessório imprescindível para a demonstração de poder temporal e divino nas mãos de papas e cardeais.

Serviu como arma na Inglaterra do século XVIII onde se exigia licença para seu porte, quando considerada uma arma.  Também é desse período a introdução da bengala como acessório de moda.
Fabricada com as madeiras mais nobres e cravejadas de pedras preciosas, tornou-se símbolo de riqueza e autoridade social e o mundo as viu nas mãos de Reis e Imperadores, nobres em geral e o mais abastados.

Sua utilização como instrumento imprescindível para a circulação de deficientes visuais aconteceu no século XIX.  Tendo saído do uso militar para a sociedade civil em 1948, atualmente é exibida orgulhosamente por atores de Holywood, fazendo renascer o famoso objeto no campo da moda.



Alexander McQueen Underwear apresentou sua linha durante a semana de moda masculina de Cingapura em 2011. Os modelos desfilaram de chapéu e bengalas.







Hoje, os famosos desenhistas Fernando Mendes e Roberto Hirth, autores da tradicional bengala Erlanger, queriam ver o dedo do joalheiro Antônio Bernardo no universo do design. Tiveram a ideia de convidá-lo para desenvolver modelos exclusivos da peça de madeira maciça, com uma pitada preciosa. O gemólogo, encantado com o aspecto aerodinâmico da bengala topou na hora, e criou duas versões pra lá de sofisticadas. 
O modelo Ondas ganhou capa envoltória de prata, sulcada por linhas sinuosas que remetem ao movimento das marés, já o Farol tem uma pedra incrustada no topo do adereço. Disponíveis em dois tamanhos, as peças podem ser encontradas nas lojas do famoso joalheiro. Veja.
Bengala Farol - Antonio Bernardo

Outros modelos conhecidos


Por Alípio Henrique de Souza Neto

0 Response to " A bengala e a moda‏ "

Postar um comentário

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme